HOME OFFICE: FEPESE REGISTRA 20% DE AUMENTO NA PRODUTIVIDADE

Publicado em 23-abr-2020

A Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (FEPESE) completou, na última semana, um mês de trabalho remoto e, ainda assim, registrou crescimento de 20% na produtividade de seus colaboradores.  Desde o dia 18 de março a instituição vem seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e as normativas do Governo de Santa Catarina para o isolamento social, com o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus. Desde o início desta determinação, a Fundação implementou estratégias para a manutenção das operações e dos atendimentos. Neste cenário de desafios e transformações, a sinergia dos colaboradores vem se mostrando eficiente e sustentável, mantendo a excelência da marca FEPESE.

 

Rodrigo Wilbert é coordenador de desenvolvimento, área que trabalha com a criação de software e sistemas, e também percebeu um acréscimo de produtividade na sua equipe. “O time está conseguindo ter um desempenho de 20% a mais no trabalho remoto, estamos conseguindo atender todos os setores com rapidez e ainda desenvolver outros projetos”, destacou Rodrigo.

 

A supervisora de atendimento, Letícia Alves, iniciou seu trabalho na FEPESE há dois anos como estagiária e passou pelos setores de administração e logística antes de assumir o atual cargo. Apesar de no início ter dúvidas acerca do desenvolvimento do trabalho, conseguiu elaborar boas estratégias: as perguntas se concentraram em um grupo de whatsapp e uma vez na semana realizam uma reunião por meio do Google Hangout. “Estamos aprendendo bastante, o trabalho remoto pode trazer muito retorno para a empresa e inclusive para o meio ambiente, pois gastamos menos tempo no trânsito, usamos menos papel, o que torna o home office um ambiente sustentável”, destacou Letícia.

 

Letícia Alves, supervisora de atendimento da Fepese.

 

Apesar de valorizar a convivência presencial com os colegas, Rodrigo entende que o trabalho remoto pode ser aprimorado e utilizado com mais frequência pela instituição. “As relações com o trabalho estão se modificando e o uso do home office é uma tendência”, analisou.

 

Time Desenvolvimento em reunião via Google Hangout.

 

Uma pesquisa realizada em 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) já apontava o crescimento do trabalho remoto no país, com cerca de 41,1% dos trabalhadores via home office.

 

Letícia, que também é embaixadora do Time de Valor da Fepese – programa que discute a promoção de eventos e as iniciativas da entidade -, observa que esse modo de trabalho é uma nova tendência que merece ser estudada e ampliada. “Todas as mudanças são desafiadoras, e são para melhorar os cenários, entender quais serão os novos valores e fazer projeções sobre o futuro do trabalho, como já está sendo desenvolvido pelo time de valor”, comentou.

 

O aumento da produtividade e a manutenção da disciplina são valorizados por Rodrigo e Letícia e pela própria equipe. Fernanda Fialho cursa administração na UFSC e é estagiária há dois meses na Fundação. “Ter a ajuda do time da FEPESE e seguir uma rotina com metas é ótimo para manter a dedicação no home office”, afirmou a estudante.

 

Fernanda Fialho, estagiária da Fepese.

Marcus Vinicius / Assessoria de Imprensa

FEPESE – Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos
CNPJ: 83.566.299/0001-73 - Campus Universitário - CSE - UFSC - CEP 88040-900 - Florianópolis - SC - Fone (48) 3953.1000